Endometriose: é possível engravidar?

endometriose

Um tema muito recorrente no consultório e também em minhas redes é ENDOMETRIOSE.

A endometriose é uma condição na qual um tecido igual ao endométrio cresce fora do local habitual. Podemos encontrar lesões na parte externa do útero, tubas uterinas, ovários, bexiga ou intestino, gerando sintomas como dor pélvica intensa, menstruação muito abundante e, em alguns casos, infertilidade. 

Cerca de 15% a 45% das pacientes com endometriose têm dificuldade de engravidar, por isso é muito comum o atendimento de pacientes com endometriose no meu dia-dia. 

Mas, quais são os recursos que temos disponíveis para tratar a doença e possibilitar a gravidez?

  1. Realizar uma cirurgia (laparoscopia) para a remoção dos focos de endometriose na cavidade abdominal e, principalmente, junto aos órgãos reprodutivos. Esse recurso só é possível se a doença não tiver causado um dano permanente nas tubas uterinas. Na cirurgia podemos retirar aderências para restabelecer o posicionamento normal dos órgãos reprodutivos. 

Normalmente realizamos a cirurgia em pacientes que têm dores que impactam a sua qualidade de vida. Assim a cirurgia terá um benefício na melhora da dor e também pode ajudar na questão da fertilidade.

A cirurgia pode aumentar a chance de uma gravidez natural, mas não necessariamente as chances de uma reprodução assistida, pois dependemos de outros fatores como: idade, reserva de óvulos, fator masculino e estado das tubas uterinas.

Por isso, antes de iniciar qualquer tratamento, temos que realizar uma avaliação completa para definirmos qual será a melhor estratégia:  cirurgia ou tratamentos de reprodução assistida (como a FIV).

  1. Quando temos pacientes que sentem pouca dor ou que possuem alguns pontos que dificultariam uma gestação natural (idade + 35 anos, baixa reserva de óvulos, fator masculino e tubas uterinas comprometidas) sugerimos a FIV.

Agora tem um ponto muito importante: precisamos sempre respeitar o desejo da paciente para escolher o caminho a ser seguido. 

 

EnglishPortugueseSpanish