Síndrome dos Ovários Policísticos

síndrome dos ovários policísticos

Hoje vou falar um pouquinho sobre uma das queixas mais frequentes em consultório e que provoca muitas dúvidas: a síndrome dos ovários policísticos, também conhecido como SOP.

Um distúrbio hormonal muito comum que pode causar problemas simples, como irregularidade menstrual e acne, até outros mais graves como obesidade e infertilidade.

Nem todas as pessoas que têm cistos nos ovários têm a síndrome dos ovários policísticos. A grande diferença entre um e o outro está no tamanho e na quantidade de cistos. Na síndrome dos ovários policísticos encontramos múltiplos cistos no ovário, enquanto os cistos ovarianos, por si só, aparecem em pequeno número e são bem maiores.

Só para vocês terem uma ideia, entre 20% e 30% das mulheres podem desenvolver cistos nos ovários, e aproximadamente entre 5% e 10% delas manifestam a SOP.

Alguns sintomas que podemos identificar:

  1. Alterações menstruais, onde o ciclo menstrual ocorre a cada dois ou três meses e, muitas vezes, chega a menstruar apenas duas ou três vezes por ano.
  2. Aumento de pelos no rosto, lombar e na região mediana do abdômen.

Para realizarmos o diagnóstico correto é necessário realizar um exame clínico, ultrassom ginecológico e exames laboratoriais. Através do ultrassom, a doença é percebida pelo aparecimento de muitos folículos ao mesmo tempo na superfície de cada ovário. Quando encontramos dois desses três critérios diagnosticamos a SOP (irregularidade menstrual, aumento dos hormônios masculinos e ultrassonografia com aspecto micropolicístico). 

Por causar um desequilíbrio hormonal, as pacientes com a síndrome podem ter maior dificuldade para engravidar. Muitas pacientes com SOP também apresentam obesidade e acne, mas esses sintomas não são obrigatórios.

 

EnglishPortugueseSpanish